O SACERDÓCIO DE CRISTO EM NOSSA VIDA

Hb 7:1-22

Pr Alencar Menezes

Sacerdócio (do latim sacer,que significa “sagrado” e dos, dotis “dom”) é a condição de pessoas que executam as cerimônias de determinada religião dentro de um templo. O sacerdote, no sentido legal da palavra, é aquele que vive o sacerdócio, chamado para conduzir os atos de louvor, preces, ofertas e agradecimentos, entre outras coisas do povo em geral, para Deus. Quando Cristo rasgou o véu do templo de cima a baixo para nos dar acesso ao santo dos santos, lugar onde o sacerdote intercederia por nossos pedidos, Ele nos coloca na mesma posição sacerdotal. No entanto, o sacerdócio em nossas vidas, através de Cristo, adquire dimensões próprias que não se perdem no tempo. Melquisedeque é o referencial primeiro de sacerdote do Deus altíssimo, comparado ao do próprio Senhor Jesus e com ele podemos aprender.

1 – NOSSO SACERDÓCIO É UNIVERSAL

Assim como Melquisedeque não estava confinado ao sacerdócio de uma nação em particular, nós também somos chamados para a visão de um reino maior que transcende as religiões e/ou quaisquer outras barreiras que os homens possam colocar. Como igreja devemos exercer autoridade espiritual onde houver a necessidade.

2 – NOSSO SACERDÓCIO INSPIRA RESPEITO

Melquisedeque é tratado como alguém superior, com muito respeito por Abraão, que lhe rendeu honras. Como sacerdotes levamos o nome de Cristo em nossas vidas por isso inspiramos confiança e respeito àqueles que buscam a igreja como refúgio. Isso é ao mesmo tempo privilégio e responsabilidade para com aquEle que nos instituiu para tal tarefa.

3 – NOSSO SACERDÓCIO É INSPIRADO NA JUSTIÇA E NÃO NA AUTO-SUFICIÊNCIA

Melquisedeque – o nome deste rei significa “Rei da Justiça” de Salém (Paz). A autoridade inerente ao sacerdócio não deve ser confundida com a autoridade do conceito humano. A direção sacerdotal, para tudo, é dada pelo Espírito Santo, portanto, o sacerdote nada tem, nada pode, nada é, se não for o Senhor operando em sua vida a cada momento e convém que o Senhor receba todos os créditos.

4 – NOSSO SACERDÓCIO É PARTICULAR E NÃO HEREDITÁRIO

Não recebemos o privilégio sacerdotal por hereditariedade familiar ou herança genética. Filho de pastor não é pastorzinho. Atrelado ao dom da salvação, que conquistamos individualmente, está o dom sacerdotal, pelo qual somos chamados à obra de Deus de forma particular.

5 – NOSSO SACERDÓCIO É ETERNO

Ao conquistarmos o direito e a herança sacerdotal não podemos nos desligar mais. Os salvos em Cristo não podem deixar de ser salvos (ex-salvos). Se temos colocado verdadeiramente o nosso coração à disposição do Espírito Santo não temos como retroceder ao chamado e às promessas do Senhor.

CONCLUSÃO: O ministério sacerdotal é peculiar a todo cristão. È a nossa vida glorificando ao Senhor Jesus em todo o tempo com prazer, alegria e compromisso, usufruindo da autoridade que nos é legada através do nome de Jesus.

Anúncios